6 de dez de 2011

Esquecendo um amor não correspondido



Canso de ouvir os homens dizendo que estão perdidamente apaixonados por uma mulher e que apesar das dezenas de investidas nada parece funcionar. A mulher não quer nada com o cara. Acho que não é muito difícil imaginar esse cenário, não é mesmo? Se você nunca teve uma fixação por alguma mulher, certamente deve conhecer algum camarada que está passando por isso.
A verdade é que milhares de homens estão infectados pelo vírus da paixonite. Comumente confundida com o amor, essa doença ataca sem dó nem piedade homens de todas as idades e é marcada pela obsessão que o homem acaba desenvolvendo por uma mulher específica. Para esse homem contaminado, parece que não existe nenhuma outra mulher no planeta. Para piorar ainda mais a situação, quanto mais ele tenta se aproximar dessa mulher, mais ela foge.
Estou aqui para explicar como um player deve se comportar nessas situações e porque não vale a pena investir seu tempo e suas energias numa bobagem dessas.

Por que a paixonite é tão perigosa

O maior problema da paixonite é que as pessoas sempre a confundem com amor. Novelas da Globo e frases de impacto só estão aí para atrapalhar, ajudando na masturbação mental das pessoas. Paixonite não é amor!
A síndrome da paixonite aguda é marcada pela fixação por determinada mulher, mesmo após um relacionamento ter demonstrado não dar certo. Outras vezes, os dois sequer tiveram qualquer tipo de relacionamento e mesmo após várias recusas, o homem continua insistindo. Sintomas como isolamento social, falta de apetite e queda de produtividade também são frequentes.
A raiz do problema está na crença de que ela é uma mulher especial e diferente de todas as outras. Veremos porque isso é uma bobagem.

Três passos para eliminar a paixonite

1 -  para ter sucesso nessa empreitada e voltar à boa forma emocional é reconhecer que esse “amor não correspondido” não te faz nada bem. E não precisa ser um gênio para concluir que devemos eliminar da nossa vida tudo o que nos faz mal, não é mesmo? Ótimo. A solução que tenho para combater a paixonite é bem simples e tem apenas três passos.
O primeiro passo é a preparação mental. Você certamente só chegou nesse estado porque desenvolveu os mindsets errados. Pessoas que sofrem de paixonite acreditam que aquela mulher, fonte de tantos problemas, é sua alma gêmea e que nenhuma outra é páreo para ela. Mentira! Posso apostar com você que num planeta com bilhões de mulheres, deve haver no mínimo algumas dezenas de milhares de garotas melhores. Se você não acredita, acho que é um bom momento para você sair mais de casa. Tenha o pensamento de abundância – há milhares de mulheres especiais!
2 -  Após sua preparação mental, está na hora de você cortar o mal pela raiz. Elimine qualquer tipo de contato com a mulher, seja pessoalmente, por telefone, email, Facebook.. Também peça a seus amigos para não tocarem nesse assunto com você. Se você tiver objetos ou fotos dela na sua casa, devolva ou jogue fora. Lembre-se de que a paixonite é perigosa, por isso não aceite meio termo. Não caia naquela conversa de que vocês podem ser “amigos” e manter um contato ocasional. Na prática isso não vai te ajudar.
3 -  para finalizar, o último passo é exatamente a execução do mindset desenvolvido na primeira fase: saia com outras mulheres. É natural que no início você possa ter alguma dificuldade com isso. Após sofrer com uma paixonite, até o melhor dos players pode acabar enferrujado e pode perder um pouco do seu charme. Mas isso é passageiro, em pouco tempo você terá conhecido e se envolvido com dezenas de outras mulheres e, quando se lembrar da paixonite, vai pensar em todo tempo que você perdeu com aquela bobagem toda.

fonte : atitude de homem
SIGA -ME OS BONS  : TWITTER

Artigos Relacionados

3 comentários:

Filipe Dias disse...

Já passei por isso, agora estou saudavel.
e esperto para me relacionr com aproxima

6 de dezembro de 2011 18:41
JEANN DFL disse...

Valeu pelas dicas e espero que sejam úteis...rsrsr!!!

6 de dezembro de 2011 18:55
Cláudia Benevides disse...

Sempre é difícil esquecer uma paixão, mas vc tá certo são esses os caminhos mesmo. E obviamente essas dicas tbm servem para o sexo feminino.

8 de dezembro de 2011 13:57

Postar um comentário